segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

NOVA COLUNA DO BLOG O CRUZETENSE - FALANDO DE POLITICA COM JACKSON FILHO.

JACKSON DANTAS FILHO NA COLUNA "FALANDO SOBRE POLITICA"

JACKSON FILHO COMENTA SOBRE O QUADRO POLITICO EM QUE VIVALDO COSTA PEDE A ROSALBA PRA SE AFASTAR DO PMDB.

Com experiência de seus 70 e poucos anos de idade, conhecido como um grande estrategista, por suas façanhas, durante 40 anos de vida pública, o deputado começa a apresentar alguns problemas em relação ao seu raciocínio, postura e comentários políticos. 

Sua percepção e análises sobre a política Potiguar precisa ser revista. Em pleno início de 2013, não dar para aceitar a linha de raciocínio que o deputado trás desde a República do café com leite, onde o coronelismo, o cabresto e o atraso dominavam.

Quem já se viu, um político com o Curriculum do deputado Vivaldo (Ex-prefeito de Caicó e Ex-governador do RN) participar de uma solenidade regional, promovida pelo governo do estado, e aconselhar a governadora Rosalba (DEM), a se afastar de seus principais aliados? Pois, até onde eu sei, no seridó, dos 24 prefeitos, 11 são do PMDB. Quase a metade dos prefeitos da região, só os pertencentes ao PMDB, são aliados de primeira hora da atual governadora. 

Aliados, desde 2006, quando a governadora estava sem mandato e era candidata ao senado. Inclusive, naquela época, o deputado era um árduo defensor das candidaturas opostas à Rosalba, e, na época, não levou em hora alguma a amizade tão posta em evidência, nos dias de hoje, com Carlos Augusto Rosado, esposo da governadora. Na época, ele defendia a guerreira Vilma, o guerreiro Fernando Bezerra e desconstruía, por onde passava a candidata Rosalba.

Faltando pouco mais de um ano da eleição estadual, o deputado com sua hipocrisia, acusa o PMDB estadual de fisiologista, oportunista e outros adjetivos. Mas, se minha memória não falha e a verdade não me mente, Vivaldo Costa pouco somou na vitória de Rosalba. Quantos foram os prefeitos ligados ao deputado que apoiaram a atual governadora em 2010? A resposta é simples, nenhum. Nem suas crias diretas que ele tanto se orgulha!

Para terminar de completar, o deputado diz que botou sua campanha em risco quando apoiou Rosalba. Mais uma mentira, pois, sua salvação foi a própria Rosalba e sua aliança com o PMDB. A campanha do deputado estaria em risco, mais uma vez, se ele estivesse continuado com sua tropa, liderado pela então governadora Vilma. Além disso, seu partido PR (Partido da República) se coligou com PMDB. Isso fez com que os votos que os "bacurais" receberam, ajudassem o então candidato Vivaldo.

Vivaldo sabia o fiasco que seria a candidatura à reeleição do então governador Iberê (PSB) e, também, que poderia está colocando mais uma campanha a perder se apoiasse seu sistema e sua bandeira vermelha. O engraçado é que naquele momento, o deputado não reconheceu a importância de Iberê e Vilma em sua vida. Quem se lembra do martírio de Vivaldo de 2007 a 2010 quando ele ficou sem mandato e a então governadora Vilma, constantemente, tinha que remanejar seus aliados e empossá-los nas secretarias estaduais, para o suplente Vivaldo assumir uma cadeira na AL?


Pois é Vivaldo, fisiologista é o senhor. Sugou tudo o que tinha direito do governo passado e vendo que o barco estava furado, não teve vergonha de trair todos seus companheiros de luta! 

Humildade e racionalidade são os temperos que estão faltando na forma de fazer política do Papa Jerimum. Todo relacionamento tem suas crises. Isso não é diferente do governo e de sua coalizão. Principalmente, pelos índices tão negativos apresentados pela população em relação a atual administração estadual. 

Pedir à governadora que ela rompa com o maior partido do estado (com 52 prefeitos, algumas centenas de vereadores, dois senadores – sendo um ministro de estado, um deputado federal que é presidente da câmara dos deputados e segundo na linha de sucessão presidencial e ainda quatro deputados estaduais) é pedir que ela termine de complicar sua administração e a impossibilite de ser candidata a reeleição! É pedir que ela se afaste de dois dos principais líderes políticos estaduais, de reconhecimento nacional que ainda fazem seu elo com o Palácio do Planalto. Elo discreto, porém, resulta em alguma parceria.

Mas, para quem conhece as práticas do deputado Vivaldo, já pode até adivinhar seus pensamentos, seus futuros passos. Do mesmo jeito que ele traiu Iberê e Vilma, pode trair Rosalba, nada impede, pois, nenhum de seus aliados, nem suas crias, acompanharam a sua decisão de votar em Rosalba em 2010. Nem seus irmãos. Ninguém. Isso foi muito estranho. Jogo duplo. Esperteza! Hoje está tudo na mesma. Ele resume o Seridó à Caicó! E esquece das outras cidades, de seus outros aliados que são adversários de sua principal aliada.

Desde 1998, o Seridó vem acordando no que tange as práticas do deputado Vivaldo. Nas últimas cinco eleições, ele perdeu três. A era Costa está chegando ao fim! O Seridó está se libertando. O deputado não fez nenhum prefeito na região. Sem contar, a vergonhosa derrota de seu sobrinho na sua cidade natal, Caicó!

Uma dúvida, a cidade de origem do deputado é Caicó ou São José do Seridó? Porque ele muda seu nascimento de acordo com a cidade em que discursa. Mas, em São José de Mipibu, ano passado, escutei ele dizer que era de Caicó!

Concluindo. Que aliado é esse? Se a governadora Rosalba tem que se afastar de alguém é de aliados sem identidade com o deputado Vivaldo! A política precisa de renovação. O deputado já está com idade avançada. Precisa abrir espaço para pessoas mais jovens. Já contribuiu e atrapalhou o bastante o desenvolvimento nosso seridó. Caicó e São José do Seridó que o digam!