segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

PREMIAÇÃO DE MELHOR ALUNO(A) EM CRUZETA FOI FRAUDADA EM 2012.

Em 2009, a aluna Hortênsia Mitzi Soares de Araújo, filha da professora Maria da Guia Soares Afonso de Araújo e do senhor Humberto Delman de Araújo  foi a 1ª aluna a ser premiada com um Laptop (Netbook) com melhor média anual do Município de Cruzeta.


A seleção dos melhores alunos resultou da aplicação dos seguintes critérios:
a) Melhor média aritmética simples da classificação final das disciplinas que constituem as áreas curriculares disciplinares.
b) Maior número de disciplinas que constituem as áreas curriculares disciplinares com classificação quantitativa máxima.
c) Melhor comportamento, medido pelo menor número de faltas de natureza disciplinar.
d) Maior assiduidade, medida pelo menor número de faltas de presença.
Esses critérios podem ser lidos em:
Porém, no final do ano seguinte (2010) criaram novos critérios que impedia do(a) aluno(a) vencedor(a) de concorrer ao prêmio por 2 anos. Estes novos critérios foram apresentados numa reunião aos professores e demais funcionários da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cônego Ambrósio Silva – Emcas.
No entanto, isso foi uma estratégia criada na Secretaria Municipal de Educação (creio que a mando de Sally) para tirar Hortênsia Mitzi da participação, em razão da aluna ser filha de Maria da Guia Afonso (adversária do Sally).
Mas, o inusitado estava para acontecer. Em 2012, a aluna Hortênsia Mitzi teria direito de concorrer (segundo os critérios apresentados pela Secretaria Municipal de Educação em 2010. No entanto, na última semana de aula, os professores da Emcas foram informados que a portaria havia sido alterada, sem o conhecimento da comunidade escola para 4 anos.
Se Hortênsia preencheu os pré-requisitos anteriormente criados, a administração deveria premia-la sim, e não criar outra espécie normativa. Isto é incrível. Isso significa abuso de poder e perseguição política, coisa comum na gestão passada.